26/09/19 | 10:37
Prefeitura lança curso voltado ao transporte alternativo no encerramento da Semana Nacional do Trânsito

Altemar Alcantara/Semcom

Para dar mais qualidade aos serviços de transporte do modal Alternativo – os populares “Amarelinhos” – que prestam serviço nas zonas Norte e Leste, a Prefeitura de Manaus lançou nesta quarta-feira, 25/9, o Curso de Sensibilização para Condutores do Transporte Alternativo, durante o evento de encerramento da Semana Nacional de Trânsito, realizado no auditório do Parque Municipal do Idoso, zona Centro-Sul.

Representando o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, a secretária municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania, Conceição Sampaio, deixou uma mensagem aos condutores que iam participar do curso. “A educação é a base de tudo. É na escola que podemos formar novos agentes de trânsito, agentes de paz. É por meio da qualificação que vamos melhorar o sistema de transporte de Manaus, pois quem está qualificado permanece e quem não está, tem que sair. Um bom serviço deve ser dado todos os dias à população. Educação não é gasto. Educação é investimento. E é isto que o prefeito Arthur Neto está fazendo, quem ensina aprende e a cada dia estamos aprendendo com vocês, os condutores”, finalizou.

O evento foi realizado pelo Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) e contou com a presença também do diretor de Operações de Trânsito do IMMU, Raimundo Encarnação, do presidente das Empresas de Transportes Alternativos, Rilmar Albuquerque, do presidente da Associação dos Deficientes Físicos do Amazonas (Adefa), Isaac Benayon e  da diretora do Sest/Senat, Grece Lana, que foram recebidos pelo diretor-presidente do IMMU, Manoel de Castro Paiva.

O diretor Raimundo Encarnação destacou a importância das ações de cidadania no trânsito. “No trânsito, o sentido é a vida. Deve haver amor, respeito e, acima de tudo, a vida em primeiro lugar. E o trabalho de orientação para condutores do sistema alternativo representa uma ação importante dos setores de trânsito e transportes. O sistema será pioneiro nessa ação, que tem o objetivo de valorizar os condutores e fazê-los participar de um trânsito mais seguro na cidade de Manaus”.

O presidente das Empresas de Transportes Alternativos, Rílmar Albuquerque, pontuou que trânsito e educação devem andar juntos. “A importância para se entender o trânsito tem que começar na escola, que precisam já ter uma disciplina voltada para educação de trânsito e cada motorista tem que ter consciência da sua ação nas ruas”, afirmou.

Para o representante da Adefa, Isaac Benayon, deve haver respeito às pessoas com deficiência e aos idosos, especialmente no transporte coletivo.

O diretor-presidente do IMMU, Manoel Paiva, destacou a participação de todos para a melhoria no sistema de mobilidade. “O condutores do transporte alternativo antes eram vistos como excluídos do sistema. Quero destacar que, hoje, eles podem se sentir incluídos, pois quando o sistema falha, eles atendem a população e não deixam o cidadão de bem sem o transporte diário. E com a intervenção realizada pelo prefeito Artur Virgílio Neto, melhorias estão sendo implementadas para a população e podemos ter certeza de que até o final do ano, todos vão notar a diferença no sistema de transporte”, finalizou.

Curso de Sensibilização

No Curso de Sensibilização para Condutores do Transporte Alternativo, realizado pelas equipes de Educação de Transporte e de Trânsito, será apresentado conteúdo atualizado sobre Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e vivência voltada ao atendimento dos usuários do transporte coletivo, com especial atenção às pessoas com deficiência e aos idosos.

Os participantes terão a oportunidade de reciclar conhecimento para aplicar às regras no dia a dia. “Nossa mensagem para sensibilizar os condutores é um apelo para que adotem atitudes de respeito entre todos que estão no trânsito“, assegurou a diretora de Educação de Trânsito do IMMU, Hanara Souza.

A chefe da Divisão de Atendimento Social do IMMU, Jamily Campelo, disse que o curso tem um enfoque voltado às relações interpessoais. “O treinamento visa estimular significativamente a mudança de atitudes por parte dos condutores e, por consequência, a melhoria nas relações de trabalho. Uma formação profissional fundamentada em princípios éticos”.