31/10/19 | 8:48
Diretor-presidente reune com comerciantes para discutir ações no Centro

O diretor-presidente do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Manoel Paiva, participou na noite desta quarta-feira (30), da reunião ordinária da Associação Comercial do Amazonas (ACA) para discutir ‘Ação junto ao comércio do Centro de Manaus no final do Ano’.

Participaram da reunião o presidente da Associação comercial Ataliba Antônio Filho, os representantes da AmazonasTur, Roselene S. Medeiros, do ManausCult, Eila Pessoa, do IMPLURB, vice presidente Telamon Barbosa, do CPASUL COM/PMAM, Tenente Coronel Augusto Cesar, da 24°CICOM/CPASUL COM/PMAM, Ronaldo Cruz, da SEMINF, Efraim Araújo, entre outros.

Na oportunidade, Paiva destacou a contribuição dos empresários da ACA no sistema de transporte e falou sobre intervenção realizada pela prefeitura para melhoria do transporte municipal.

“É muito importante e louvável o trabalho que vocês realizam, pois contribuem muito na arrecadação municipal, mantém o sistema de transporte pelo cartão Passa Fácil. E o prefeito Arthur Virgílio foi feliz em intervir no sistema de transporte, pois está trazendo uma melhoria significativa, onde quem ganha é o motorista, o cobrador e o usuário. O motorista e o cobrador não precisam mais fazer paralisação pois os seus direitos trabalhistas estão garantidos e, para o usuário, estamos melhorando seu meio de se locomover dos bairros mais afastados para o seu trabalho e suas atividades diária, seja para o Centro ou outras localidades, e essa atuação se dá pelos nossos fiscais na ruas”, declarou.

O diretor-presidente ainda agradeceu a todos e convidou os presentes para uma nova conversa na sede do IMMU para ouvir e atender todas as demandas surgidas.

A diretora-presidente da AmazonasTur, destacou as ações para o turismo realizadas pelo Governo do Estado.

O tenente Coronel Augusto César, responsável pela segurança do Centro histórico, enfatizou que a partir do próximo 05/11, 450 homens da Polícia Militar atuarão no entorno do centro, garantindo a segurança das pessoas que farão suas compras de Natal e que a ação se estenderá até janeiro de 2020.